quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

LENDA DA YARA, SINCRETISMO NO BOI-BUMBÁ E RECURSO PEDAGÓGICO

TANTO CAPRICHOSO QUANTO GARANTIDO JÁ APRESENTARAM ESSA LENDA NO BUMBÓDROMO DE PARINTINS, CADA UM EM UMA CÊNICA PRÓPRIA DE ACORDO COM O DINAMISMO DE CADA BUMBÁ E A PROPOSTA DE TODO O CONJUNTO FOLCLÓRICO.


NO NORTE DO BRASIL A IARA É UMA DAS LENDAS MAIS CONHECIDAS E UMA DAS MAIS PREFERIDAS DAS CRIANÇAS QUE GOSTAM DE LITERATURA INFANTIL. IMPORTANTE SALIENTAR QUE PARA OS FOLCLORISTAS, AS LENDAS QUE ENVOLVEM TEMÁTICA INDIGENA NÃO SÃO CONSIDERADAS FOLCLORE PORQUE O INDIO NÃO VIVE NA INFORMALIDADE COMO A HOMEM BRANCO. ISSO TAMBÉM NÃO QUER DIZER QUE ESTAS NÃO DEVEM SER ENSINADAS, ELAS SÓ NÃO SÃO FOLCLORE PORQUE QUEM ESTUDA O INDIO É O ANTROPÓLOGO E NÃO O FOLCLORISTA E ESTE NÃO TEM ESPAÇO PARA A INFORMALIDADE.


OUTROS SUSTENTAM QUE NÃO, QUE DEVEMS SER ACEITAS SIM E QUE O FOLCLORE VIVE UMA CRISE DE PARADIGMAS PARA SE ESTABELECER BEM O SEU CAMPO DE ATUAÇÃO.

NA CULTURA BRASILEIRA., ESPECIFICAMENTE NA CULTURA INDIGENA QUE A IARA É UM MISTO DE MULHER E PEIXE QUE SEDUZ O PESCADOR, O NAVEGADOR, O CABOCLO E O LEVA PARA O FUNDO DO RIO POR MEIO DE SEU CANTO SUAVE. DIZ-SE QUE A IARA É A VERSÃO FEMININA DO BOTO.

EXISTE NA LENDA TODO UM PODER DE SEDUÇÃO E UM FORTE APELO DE AFETIVIDADE ONDE A BUSCA PELO AMOR, PELA PAIXÃO, PELA FELICIDADE E PELA VONTADE DE ENCONTRAR UM GRANDE AMOR ESTÁ ACIAM DOS RISCOS E ASSIM AQUELE QUE SE ENCANTA COM O SEU VAI EM BUSCA DESSE GRANDE AMOR NÃO SE IMPORTANDO COM AS CONSEQUÊNCIAS.

O BOI CAPRICHOSO TEM UMA BELISSIMA TOADA DENOMINADA O CANTO DA IARA GRAVADA PELO GRUPO DUETO AMAZÔNICO., A QUAL REPRODUZIMOS NO VIDIEO ABAIXO:





Canta e encanta , sereia dos lagos
Yara dos rios
Tua beleza é a própria melodia
Brota das águas e invade a floresta em sinfonia

Encanto que surge ao luar
Que envolve o pescador
Que seduz navegador
E inspira o travador

Voz sonora , infinita
Brasa ou calor
Tudo em volta
É fogo , incenso , fumo e fervor

Canta minha sereia
E quando você pára , pára , pára para ouvir
E quando você pensa em voltar
Não há mais tempo
Tudo fica tão distante de você

O canto da sereia seduziu você
O canto da sereia seduziu você
Um canto
caprichoso seduziu você  




NO SITE OFICIAL DO BOI BUMBÁ  CAPRICHOSO ENCONTRAMOS A LEITURA DA FACÇÃO FOLCLÓRICA PARA A APRESENTAÇÃO DESSA BELISSIMA LENDA. VEJAMOS:
                                 
                                      LENDA DA IARA

Muitas vezes confundida com a Mãe-d'água, a Iara, Yara, Uiara ou Ipupiara é um dos seres mitológicos mais populares da Amazônia. Seu poder de sedução é tão forte sobre os homens quanto o do boto sobre as mulheres. Por isso, às vezes é chamada de boto-fêmea.

A Iara é descrita como uma mulher muito bonita e de canto maravilhoso que aparece banhando-se nas águas dos rios, ou sobre as pedras nas enseadas.

Para quem viaja pelos rios da Amazônia, a Iara pode ser um perigo, pois encanta o navegador e puxa os barcos para as pedras. Atônito, o pobre homem só se dá conta da tragédia quando já é tarde demais para se desviar.

Quem vê a Iara nunca mais a esquece. A sabedoria cabocla diz que o caçador que no meio da mata ouve um canto irresistível de mulher deve rezar muito e tentar sair logo do local. Mas poucos seguem a orientação dos mais sábios. Ao ouvir a Iara, não há homem que não a busque nas matas até a beira do rio onde a mitológica mulher pode ser vislumbrada.

Ao vê-la, os homens enlouquecem de desejo e são capazes de segui-la para onde for. Há os que contam terem sido levados para as profundezas, nos braços da Iara. Vêm de lá descrevendo o reino das águas como sendo de infinita beleza e de riquezas intocadas de onde nada se pode trazer. Quem se aventura a trazer algo de lembrança, é castigado com doença que só se cura com os trabalhos de alguma benzedeira poderosa das redondezas.
Há entre os índios a lenda do Jaguarari, índio forte e guerreiro da tribo tuxaua que apaixonou-se pela Iara. Na tribo não havia ninguém mais forte e de bom coração do que Jaguarari. Todos o admiravam, tanto os homens, quanto as mulheres. Até que um dia, quando Jaguarari saiu em sua igara para pescar avistou uma bela morena nua a se banhar e cantar na margem do rio, na sombra de um Tarumã. Jaguarari ficou paralisado e de pronto se apaixonou.


Desde então, saia para caçar ou pescar, mas sua única intenção era mesmo encontrar a Iara. Voltava tarde da noite da pescaria sempre triste. Nem parecia mais o belo índio de antes de visão. Sua mãe perguntava, o pai aconselhava, mas nada de Jaguarari voltar a ser como era antes.


Até que um dia, de tanto a mãe insistir em saber o motivo de sua tristeza, Jaguarari confessou estar apaixonado pela visão que tivera aos pés do Tarumã. Disse que à noite quando tentava dormir, a única coisa que ouvia era o inebriante canto da Iara.

Ao ouvir a revelação, a mãe desesperou-se! Jogou-se aos pés do filho e pediu-lhe chorando que nunca mais voltasse lá.

Mas a promessa nunca pôde ser cumprida, pois Jaguarari já estava enfeitiçado. Numa noite de luar, ela cantou tão forte que o belo índio levantou-se e correu para a margem do rio. As águas então se abriram e desde então Jaguarari desapareceu para sempre nos braços da Iara.
  

A IARA NA CULTURA AFRICANA


NA CULTURA NEGRA A IARA É REPRESENTADA POR IEMANJÁ QUE É A RAINHA DO MAR SENDO BASTANTE COMEMORADA NOS TERREIROS DE CANDOMBLÉ RECEBENDO VÁRIAS DENOMINAÇÕES E SENDO MUITO FESTEJADA NAS PRAIAS BRASILEIRAS  ONDE SE COMEMORA A FESTA DE REVEILLON E  ONDE AS PESSOAS ORNAMENTAM BARQUINHOS COM FLORES, BEBIDAS, A PRÓPRIA IMAGEM  DE IEMANJÁ  EM HOMENAGEM  À ELA DANDO-A TRATAMENTO DE MÃE, MINHA MÃE IEMANJÁ, IANSÃ. ESSA É A SEREIA QUE HABITA O MAR E TAMBÉM ENCANTA O HOMEM E O LEVA PARA O FUNDO DO MAR EM SEU PALÁCIO.

FALA-SE TAMBÉM EM LENDA DA SEREIA ONDE PODEMOS OBERVAR DA MONTAGEM DESSE VIDEO EM UMA MÚSICA DE MARISA MONTE.


Lenda das Sereias

Marisa Monte


Oguntê, Marabô
Caiala e Sobá
Oloxum, Ynaê
Janaina e Yemanjá
São rainhas do mar
Mar, misterioso mar
Que vem do horizonte
É o berço das sereias
Lendário e fascinante
Olha o canto da sereia
Ialaó, oquê, ialoá
Em noite de lua cheia
Ouço a sereia cantar
E o luar sorrindo
Então se encanta
Com as doces melodias
Os madrigais vão despertar
Ela mora no mar
Ela brinca na areia
No balanço das ondas
A paz, ela semeia
Ela mora no mar
Ela brinca na areia
No balanço das ondas
A paz, ela semeia
Toda a corte engalanada
Transformando o mar em flor
Vê o Império enamorado
Chegar à morada do amor
Oguntê, Marabô
Caiala e Sobá
Oloxum, Ynaê
Janaina e Yemanjá
São rainhas do mar



A IARA E A CULTURA CRISTÃ


NA CULTURA CRISTÃ A IARA, SEREIA OU IMANJÁ É ASSOCIADA A IMAGEM  DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO ESTANDO PRESENTE AÍ O QUE CHAMAMOS NA CULTURA BRASILEIRA DE ''SINCRETISMO RELIGIOSO'', POIS QUANDO OS ESCRAVOS VIERAM PARA O NOSSO PAÍS PAR TRABALHAR NAS SENZALAS,  ELES TINHAM QUE SE CONVERTER AO CATOLICISMO E ERAM PROIBIDOS DE CULTUAREM OS SEUS SANTOS E TINHA QUE SER CATEQUIZADOS., ASSIM OS NEGROS COM SAUDADE DE SEUS SANTOS, COM A NECESSIDADE DE OS CULTUAREM  ASSOCIAVAM A IMAGEM DE IEMANJÁ COM A IMAGEM DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO, POIS AMBAS TEM TAMBÉM UM MANTO AZUL.


É AÍ QUE SE DÁ O MISTICISMO, O SINCRETISMO QUE É A MISTURA DE CRENÇAS QUE É RESPEITADO PELA IGREJA CATÓLICA COMO FATO CULTURAL E RELIGIOSO MUITO EMBORA A DOUTRINA DA IGREJA NÃO PREGUE ISSO POR QUESTÕES ÓBVIAS DE SEUS DOGMAS E DO PRÓPRIO CATECISMO DA IGREJA, ELA RESPEITA PORQUE FOI POR MEIO DESE TIPO DE EVANGELIZAÇÃO AO RESPEITAR COM O PASSAR DO TEMPO A LIBERDADE DE CRENÇA QUE SE FORMOU ESSE TIPO DE COSTUME DOS BRASILEIROS QUE AGREGARAM NOVAS FORMAS DE TORNAR-SE RELIGIOSO REALIZANDO FESTAS DE SÃO COSME DAMIÃO, LAVANDO AS ESCADARIAS DO BONFIM COM ÁGUA DE CHEIRO, DANDO OS PASSES, VESTINDO-SE  DE BAIANA PRA IR À MISSA, COM MUITO RESPEITO E ALEGRIA.


NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO É PADROEIRA DO MUNICIPIO DE GUARULHOS E DE MANAUS ONDE RESIDO E DO AMAZONAS (ESTADO ONDE NASCI E ME CRIEI).



A PROCISSÃO DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO EM QUALQUER LUGAR QUE A TEM COMO PADROEIRA  É MUITO BONITA COM BASTANTE PESSOAS QUE TEM DEVOÇÃO NA SANTA MÃE DE DEUS, BEM COMO DESEJAM PAGAR SUAS PROMESSAS LEVANDO NA FRENTE CRIANÇAS VESTIDAS COMO ANJINHOS,  RÉPLICAS DE CASAS POR ADQUIRIREM A CASA PRÓPRIA, VELAS EM FORMA DE MÃO, PÉ, CARTEIRAS DE TRABALHO EM UMA DEMONSTRAÇÃO DE FÉ PELAS GRAÇAS ALCANÇADAS.


ENFIM, ALÉM DE SER UMA BONITA DEMOSNTRAÇÃO DE FÉ É A DEMOSNTRAÇÃO DA RELIGIOSODADE POPULAR JUNTAMENTE COM A NOVA EVANGELIZAÇÃO CONDUZINDO O HOMEM PARA MAIS PERTO DE SUA IDENTIDADE CRISTÃ RESPEITANDO AS DIFERENÇAS E A DIVERSIDADE.


PARA OS PESCADORES, NAVEGADORES, TRABALHADORES EM LANCHAS, NAVIOS E BAROS REGIONAIS  EM VÁRIAS CIDADES DO BRASIL., IEMANJÁ, IARA, SEREIA, NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO TAMBÉM É REPRESENTADA POR NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES QUE SURGE PARA PROTEGER A TODOS OS NAVEGADORES.

IMAGEM DE NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES


Escultura Nossa Senhora Do Conceição 30cm Unica No Ml

IMAGEM DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO



TRABALHANDO A LENDA PEDAGOGICAMENTE


JUSTIFICATIVA:  A IARA, É UMA DAS LENDAS MAIS CONHECIDAS NA NOSSA LITERATURA E NO FOLCLORE BRASILEIRO.  PENSO QUE NÃO HÁ NECESSIDADE DE SE ESPERAR CHEGAR O DIA DO FOLCLORE PARA TRABALHAR TAL LENDA, POIS O TEMA PODE SER  TRABALHADO DE FORMA MULTIDISCIPLINAR E MULTIFOCAL, POIS SEU TEMA PODERÁ PROPORCIONAR AO ESTUDANTE UMA VISÃO MAIS AMPLA DO TEMA QUE NÃO FIQUE APENAS RESTRITO AO FOLCLORE., MAS QUE A PARTIR DELE O ESTUDANTE POSSA SE APROPRIAR  DE TODO O COHECIMENTO QUE ESTA PROPORCIONA.

OBJETIVO: ESTIMULAR O ESTUDANTE A INGRESSAR NO ÃMBITO DA LITERATURA INFANTIL, SENSIBILIZAR O ESTUDANTE PARA QUE COMPREENDA E SE APROPRIE DOS CONCEITOS DA CULTURA E DO FOLCLORE BRASILEIRO, FORMAR UM ESTUDANTE LEITOR, AJUDAR O ESTUDANTE A DESENVOLVER-SE COGNITIVAMENE, AFETIVAMENT E NO CAMPO DO DESENVOLVIMENTO MOTOR, AMPLIAR OS CONCEITOS E BUSCAR SUBSIDIOS PARA QUE O ESTUDANTE RESPEITE A DIVERSIDADE E O MULTICULTURALISMO.

UTOPIA DA PRÁTICA PEDAGÓGICA: IMAGINA-SE QUE AO FINAL O ESTUDANTE TENHA A INICIATIVA DE SE ENVOLVER COM O TEMA PROPOSTO MUDANDO DE CONCEITOS, TRANSFORMANDO OS CONHECIMENTO ACUMULADOS EM QUESTIONAMENTOS CONTRIBUINDO PARA QUE HAJA UMA ACEITÇÃO SOCIAL DO TEMA PROPOSTO  QUE É BASTANTE AMPLO E QUE PODERÁ SER TRABALHADO DE MANEIRA TRANSDISCIPLINAR.

METODOLOGIA: TEÓRICA E PRÁTICA, COM ATIVIDADES ARTISTICAS E CULTURAIS, INCENTIVO Á LEITURA, QUESTIONAMENTOS, RELEITURAS, LEITURA IDEOGRÁFICA, INTERDISCIPLINARIDADE, PALESTRA DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE DIVERSIDADE.

RECURSOS: LEITURA DE LIVROS,  MULTIMÍDIA, DESENHOS, TRABALHOS PRÁTICOS, DISCUSSÃO,  TRABALHOS COLETIVOS, CONFECÇÃO DE TRABALHOS PRÁTICOS, INERAÇÃO COM AS DEMAIS PROPOSTAS DO COMPONENTE CURRICULAR.

AVALIAÇÃO: CONTÍNUA

CULMINÂNCIA: ENCERRAMENTO PEDAGÓGICO COM EXPOSIÇÃO DE TRABALHOS E PARTE CULTURAL


FOCOS QUE PODEM SER EXPORADOS:

  • LEITURA E INTERPRETAÇÃO DE TEXTO DA LENDA DA IARA
  • LEITURA IDEOGRÁFICA
  • SINCRETISMO RELIGIOSO
  • A QUESTÃO DA ÁGUA DOCE OU SALGADA
  • PRESERVAÇÃO DAS ÁGUAS
  • VEGETAÇÃO
  • A LENDA DA IARA NAS DIVERSAS REGIÕES DE NOSSO PAÍS
  • FLAR SOBRE OS ANFIBIOS
  • PEIXES COM ESCMA E SEM ESCAMA
  • TRABALHAR A QUESTÃO DO MEIO AMBIENTE
  • A FLORESTA AMAZÕNICA
  • AFETIVIDADE E SEXUALIDADE
  • AS EMOÇÕES
  • A DANÇA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FISICA
  • ESTÉTICA CORPORAL
  • AFRICANIDADES
  • PLURALIDADE CULTURAL
  • PLURALIDADE RELIGIOSA
  • RESPEITO A LIBERDADE RELIGIOSA
  • SINCRETISMO RELIGIOSO
  • FORMAÇÃO CULTURAL DE NOSSO POVO
  • O BOI BUMBÁ E O BUMBA MEU BOI
  • HIDROGRAFIA
  • NA MATEMÁTICA O PROFESSOR PODERÁ TRABALHAR MEDIDAS, ESPAÇO E FORMA, GEOMETRIA
  • AMPLIAÇÃO DO VOCABULÁRIO
  • TRABALHAR A MUSICA PARA SE EXTRAIR VERBOS, ACENTUAÇÃO, PONTUAÇÃO
  • FALAR DA IMPORTÂNCIA DA PRESERVAÇÃO DOS PEIXES E DA SUA IMPORTÂNCIA NA ALIMENTAÇÃO
  • TRABALHAR A LENDA EM EDUCAÇÃO ARTISTICA, FAZER UMA COREOGRAFIA
  • AJUDAR O ALUNO A DESENVOLVER A SUA MOTRICIDADE.
  • TRABALHAR O CENÁRIO DA LENDA COM SUPORTE ARTISTICO EM CONJUNTO COM O POFESSOR DE MATEMÁTICA QUE TRABALHARÁ MEDIDAS DO CENÁRIO.
  • FALAR SOBRE AS FESTAS BSILEIRAS QUE TEM A FIGURA DE IEMANJÁ, NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO
  • BUSCA DA IDENTIDADE
  • FOLCORE DO DIA A DIA
  • EXPLORAR A MUSICALIDADE DA LENDA
  • TRABALHAR QUESTÕES LIGADAS A ÉTICA, ESTÉTICA, RAÇA, GÊNRO, MUNDO DO TRABALHO.
UMA COISA É CERTA! NÃO HÁ UMA FÓRMULA PARA UM TRABALHO MULTIDISCIPLINAR, ANTES DE TUDO É PECISO "SER MULTIDISCIPLINAR"., SAIR DA VISÃO UNIFORME E AMPLIAR A SUA VISÃO PARA QUE FAÇA UM TRABALHO DIALÉTICO, AMPLO, GLOBALIZANTE COMO É O MUNDO MODERNO.


EU AGRADEÇO MUITO A PARINTINS, Á ESSES CABOCLOS QUE DURANTE MUITOS ANOS ASSISTINDO ESSA MARAVILHOOSA FESTA APRENDI A AMPLIAR OS CONCEITOS, A TRADUZIR TODA ESSA ARTE EM CONHECIMENTO E A COMPATILHAR ESSE CONHECIMENO EM OUTRO ESTADO ONDE MORO HÁ 17 ANOS, MAS QUE ACOLHE A MINHA CULTURA E A TRANSFORMA EM CONHECIMENTO PARA ALUNOS DE UMA OUTRA FORMAÇÃO CULTURAL.

VIVA O BRASIL, VIVA A CULTURA POPULAR!!!!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário